sexta-feira

Deixar de amar você...

Como deixar de te amar, se foi com você que aprendi a existir, com você aprendi a ser homem, a amadurecer, a deixar a infância, a ser pai.
Como esquecer você, se cada dia que passa te amo ainda mais, se o sentido da minha existência é você. Como esquecer dos seus olhos me olhando, me admirando, me amando, como esquecer do seu sorriso timido e discreto, do amor que você demonstrava a cada segundo sentir por esse velho rabugento...
Eu amo você minha catherine, tanto e de tal intensidade que sei que você me espera do outro lado, e se assim não for eu irei atrás de você até o infinito, irei a Deus e lutarei de todas as formas para estar ao seu lado. A morte para o nosso amor é apenas um intervalo e não nos separa-rá.
Sem você aqui ao meu lado eu me tornei apenas o pai, de dois meninos nossos, que espero ver crescer, se formar, ser alguém e me libertar... A minha liberdade será o atestado final para poder me reencontrar contigo...
Logo estaremos juntos, assim como o céu e a lua, assim como Jesus e Deus, estaremos juntos eternamente.

domingo

A DIVA! AMY WHINEHOUSE NO BRASIL - Intro & Just Friends

Norah Jones - Come Away With Me Live - Mergulhando na profundidade da minha alma.

Uma pessoa um tempo atrás me perguntou quem era TIAGO BOTTINO? Não consigo responder quem eu sou, porém consigo mostrar um pouco o que tenho dentro de mim, e, talvez, essa seja uma música que poderia muito bem demonstrar um pouco da minha alma e a profundidade dos meus sentimentos...

sábado

AZALÉIA: BOMBEIROS SÃO ENTREVISTADOS POR BOTTINO.

A SUA MANEIRA: O ROCK AND ROUL SOLTO NAS RUAS DE ITAPETINGA.

FAMILIA BOTTINO: Tiago, Catherine, Enzo e Gabriel


TIAGO BOTTINO - NOSSA ESTAÇÃO - UMA MÚSICA QUE MARCOU A HISTÓRIA DO POP ROCK DO INTERIOR DA BAHIA.

NOSSA ESTAÇÃO FOI LANÇADA EM JANEIRO DE 2001, NA BIENAL DE CULTURA DA UNE NO RIO DE JANEIRO. LÁ A MÚSICA TOCOU BASTANTE NAS RÁDIOS UNIVERSITÁRIAS, JÁ QUE FICOU ENTRE AS FINALISTAS DA BIENAL.

MATÉRIA ESPECIAL: MILHARES DE SAPATOS DESPENCAM NA SERRA DO MARÇAL EM CONQUISTA.

TIAGO BOTTINO ENTREVISTANDO LUIS CALDAS

UMA BEM HUMORADA ENTREVISTA COM LUIS CALDAS. O REI DO AXÉ FALA UM POUCO SOBRE A SUA MÚSICA E O SEU MAIS RECENTE TRABALHO.

TIAGO BOTTINO AO VIVO - CANTANDO A MÚSICA 17:50 AM

DURANTE O CARNAVAL DE 2011 - EM UMA JAM SESSION NA SHALLOM MÚSIC EM ITAPETINGA.
 COM SAULINHO, WAGNER, CLAUDIO E ADRIEL

terça-feira

HÁ MILHÕES DE ANOS... NOS TEMPOS EM QUE ITAPETINGA TINHA ROCK AND ROUL

Essa foi uma especial apresentação de Tiago Bottino e Banda A MATRIZ na FACI em Itapetinga no mês de agosto de 2001. É um tempo saudoso...

domingo

RELES MORTAL

Paro te olhando
Em instantes
Em que também para
O meu coração.

Me perco
Na imensidão
Dos meus desejos
E desejar-te
Torna-se angustiante
Para o reles mortal
Que sou.

A dureza do seu olhar

VIOLENTAMENTE PACIFICO



Conheci esse grande ser humano à algum tempo em Salvador e suas palavras ressoam em minha mente como um toque de guerra.

sexta-feira

MEU GRITO

ECOE POR TODO CANTO Ó MEU GRITO
DESPERTE
OS SONÂMBULOS
QUE NADA VÊEM...

ARRANQUE DAS ENTRANHAS
DO NOSSO POVO
ESSES MEDIOCRES
ESBANJADORES DE VIOLÊNCIA
CONTRA AQUELES
QUE NADA TÊM.

PRIVATIZE
Ó MEU GRITO
ESSAS PÚBLICAS
UNIVERSIDADES PARTICULARES
COM SEUS
PROFESSORES INSENSATOS

E MESQUINHOS
QUE FINGEM EDUCAR
SE ESBALDANDO

ENGASGADO

É agora
a hora de acordar
do sono
de levantar a cabeça.

Chega um momento
de dizer não
Á esse absurdo
essa vida de abutres
ao qual nos acostumam..

Tenho engasgado
sonetos para a despedida

O CIRCO DA VIDA

A VIDA É UM CIRCO
DE TRAIDORES E TRAIDOS
DE PESSOAS INSENSÍVEIS
E ODIOSAS
A QUEM NOS DOAMOS INTENSAMENTE
E QUE APENAS NOS DESTROEM...

SERÁ QUE VALE A PENA
VIVER MACHUCADO E SOFRIDO
VIVER CLAMANDO AMOR?

VIDA

A vida
sempre está distante
quando ausente
se encontra o encanto
dos nossos sonhos.

A presença constante
dos medos
aterrorizam os sentidos,

A INSÔNIA

Toda a insônia
dessa noite
causou-me
a estranha sensação
de mais uma vez
não estar aqui.

Há muito tempo
fostes embora
dos meus braços
porém, permanecestes
constante em meu coração.

CANSADO

Estou cansado
do mesmo pingüim na geladeira,
dos mesmos tombos,
da mesma bebedeira.
Estou cansado
de me olhar no espelho
sem conseguir me enchergar...

Cansei de correr pela noite
do Jô como açoite
apontando a minha solidão.